Monthly Archives: Março 2006

Nom folga sonhar

A greve convertida num sonho geral. A foto é de Magali Bragard e está feita em Paris, na manif contra o CPE do 28 de Março de 2006. Mais no Le Monde.

A língua

Entre o 30 de Março e o 2 de de Abril de 2006 está a celebrar-se em Vila Garcia de Arousa o I Salón Erótico del Atlántico (SEDA). A sua web apenas oferece versões em espanhol e inglês, mas nom me consta que A Mesa enviasse a sua habitualmente pontual nota de imprensa para protestar […]

They want you as a new recruit!

Da Wikipedia: Em 1979, a US Navy cavilou que In the Navy, o hit dos Village People, podia servir como tema musical para uma campanha de recrutamento. A banda nom o pensou duas vezes e cedeu os direitos, sob a condiçom de que a Marinha de guerra estadounidense lhes ajudasse a gravar o vídeo-clip da […]

O humor começa por um mesmo

Dimona Comix, um colectivo israelita de humoristas gráficos, decidiu lançar o seu próprio concurso de cartoons anti-semitas, em resposta à polémica sobre as caricaturas de Maomé publicadas polo jornal da direita dinamarquesa Jyllands-Posten e ao concurso de desenhos humorísticos sobre o Holocausto convocado por um jornal iraniano igualmente chungo. No certame dos israelitas só podem […]

Et nous vivions de l’air du temps

La Bohème (Charles Aznavour, 1965) P.S. Nom sei por quê, mas aqui o vídeo demora em carregar. O link directo é este.

Nom estamos tod*s, falta Miss Bierzo

Ataviadas com um favorecedor trikini cor-de-rosa, eis as candidatas galegas a Miss Império Pequeno 2006. No entanto, em Catalunha anunciam a criaçom do certame Miss & Mister Nació Catalana, o que demonstra que o independentismo nom tem por quê estar renhido com a estupidez. P.S. Nom me digam que nom presta a perrera de Miss […]

Youth music festival

A foto (de telemóvel) está feita hoje mesmo no centro comercial Área Central de Santiago D.C.

O problema basco, em vias de soluçom

Já lhes falei neste blog de qual era o problema basco para os Lendakaris Muertos. Felizmente, The Times They Are A-Changin’.

Parálise permanente

Ai, que me eskerrikasko de rir, Gorka.

A fronteira interior

Manifestaçom contra o CPE em Toulouse (18.03.2006) Este movimento é a expressom de um grupo de idade que tem o sentimento – bem justificado – de que a sociedade os aceita enquanto consumidores ou enquanto estudantes, mas que nom é quem de lhes oferecer um futuro. Como todas as mobilizações da juventude, este movimento transformou […]

A officina onde os vocabulos se forjão

E fazendo cabeças de alguns senhorios ficou aquella lingoa Gothica, que era comua a toda Hespanha, fazendo alguma divisão & mudança entre si cada hum em sua região segundo a gente com que tratavam como os de Cathalunha que por aaquella parte vir el Rey Pipino de França com os seus ficou naquella provincia sabor […]

Sejamos utópicos, pidamos o possível

Em 1968, a revoluçom era contra uma sociedade abúlica: “Nom queremos um mundo onde a garantia de nom morrer de fame se troque polo risco de morrer de aborrecimento”, diziam. O capitalismo aprendeu a liçom e em 2006 converteu-se num modelo social hedonista… que nom garante as condições mínimas de subsistência. “A precaridade laboral inscreve-se […]

Aviso para pecadoras

Maria Madalena segundo Leonardo da Vinci És fogosa? Namoradeira? Vistosa? Animada? Conheces bem o mundo e a vida? Talvez sejas a freira perfeita. […] Se assim é, podes ajudar os homens e as mulheres deste mundo. E nom serás a primeira: Santa Maria Madalena, sem ir mais longe, também foi uma fogosa como tu. As […]

Os da outra Korda

Primeiro foi a campanha publicitária do grupo Leclerc parodiando a estética de Maio/68. Agora a Unilever lança o Cherry Guevara, um gelado de cereija, baunilha e chocolate. “A luita revolucionária das cereijas foi esmagada ao ficar atrapada entre duas camadas de chocolate. Fai que a sua memória viva na tua boca.” Para Gilles Lipovetsky: “A […]

Commedia buffa

Chega com ler os artigos 49 e seguintes da Lei da funçom pública de Galiza. Só na situaçom administrativa de serviços especiais está prevista a reserva de posto de trabalho. Se a uma funcionária lhe oferecem um contrato de trabalho numa entidade de direito público como é o IGAEM, deve passar à situaçom de excedência […]

Para o Preâmbulo

Galiza é uma naçom, mas uma naçom escaralhada. Isaac Díaz Pardo na Revista Murguia.

A mais guapa de Leipzig

Clara Wieck, uma das melhores intérpretes e compositoras do século XIX. À espera do filme sobre os seus amores com Schumann e talvez Brahms, podemos abrir boca com o concerto de hoje da Real Filarmonia de Galiza. Pure romantic.

Passiel

Thanks, Ra Génio e figura até à sepultura sinecura.

Esse é o meu país

Igualdade racial, social Negro e branco tratados de igual pra igual boas escolas, analfabetismo inexistente saúde em alta, bons hospitais, atendimento eficiente mortalidade infantil há muito eliminada pobreza não se vê: foi erradicada criminalidade cai 90% todos têm moradia, ninguém ao relento policiais educados, segundo grau completo recebem salário digno, equipamento moderno não abusam do […]

Aquí no se folla, es el problema vasco

Can sexual inadequacy or deprivation turn angry young men into killers? Ian Guruba explica neste artigo do The Guardian os vínculos ocultos entre frustraçom sexual e violência política. Já o diziam em clave punk os Lendakaris Muertos.