Monthly Archives: Abril 2006

Vinci rabincha

Num dos mais hilariantes diálogos do filme Deconstructing Harry (1997), de Woody Allen, o Diabo explica: "Sim, temos ar-condicionado no inferno. É que fode a camada de ozónio! Entre o ar-condicionado e o Papa, eu ainda prefiro o ar-condicionado…". A mim passa-me qualquer cousa semelhante com O código Da Vinci. Se é necessário escolher entre […]

C’est pas grave

Visto em ZuHause: que tenga a la derecha de mi blog una Ñ roja y amarilla, … no quiere decir que sea eso que llaman 'facha' Que va, Martínez. [Grathanks, Ascárida]

Klimt

Todo o mundo o ama. E eu detesto o seu nome impronunciável, as suas mulheres mórbidas, os seus dourados foleiros e essas figuras que fazem apologia dos maus hábitos posturais. É que nom o podo ver nem em pintura. E a minha companheira de trabalho tem-no no seu escritório. Aaaargh!

Histórias da puta míli

A foto é da estadounidense Rachel Papo e faz parte de uma colecçom chamada Serial Nº 3817131 (a nom perder!). Som imagens das moças de dezaoito anos que fazem o serviço militar (obrigatório) em Israel. A fotógrafa realizou o trabalho entanto ela mesma servia no exército. As fotos amostram a militarizaçom extrema de um país […]

La condition / Sine qua non / De ma raison

Continuo com a minha desordenada homenagem a Serge Gainsbourg no 15º aniversário da sua morte. Melody Nelson, de 1971, é um álbum conceitual que conta a história da paixom de um homem de meia idade por uma adolescente. Como nos ensinou Nabokov, essas histórias devem acabar em tragédia. Um francês decadente guia o seu Rolls […]

Sinofobia

O not-made-in-China vendia hoje na feira de Padrom (foto de telemóvel).

Sobre o EnBlogs 2006

Hoje tenho o dia troll e aproveito para me declarar súper-em-contra dos congressos (venham de onde venham), com os seus consabidos relatórios e pausas-café. Esta condena deve entender-se referida aos congressos tout court e nomeadamente àqueles que estudam o chamado "fenómeno blog". Acho que os comments ou alguma que outra jantança (pagada a escote, e […]

A gravata do meu avô

Hoje é um desses raros dias em que meu avô (82 anos) pom gravata. Eu já sei o motivo, mas pergunto-lhe igual para lhe dar a réplica: nom é polo dia santo, claro; é que se cumprem 75 anos da proclamaçom da República. Na fábrica de conservas onde trabalhava sua mãe (solteira) estabeleceu-se a jornada […]

Conceitos da Rua Sésamo

  Existem dicionários descritivos (como o da Universidade de Oxford para a língua inglesa) e dicionários prescritivos (como o da Real Academia Espanhola para a língua espanhola). Nos dicionários descritivos podemos encontrar todo o tipo de unidades lexicais: neologismos, estrangeirismos e também palavras mal-soantes, com independência dos referentes que designem e da ideologia – racista, […]

Mamma mia!

Na península [italiana] mais de um quarto das pessoas entre 30 e 34 anos moram na casa de seus pais. Orçamentos limitados, simples desejo de conforto, influência cultural: todas som razões válidas para que os «mammoni» nom abandonem o fogar. A família italiana funciona mais que nunca como um grande amortecedor social. Em abril de […]

A nova maioria

Segundo um recente inquérito da Fundación Santa María, o 51% d*s jovens galeg*s nom nos consideramos católic*s. Que se note! P.S. A foto é um anúncio da firma Marithé et François Girbaud que foi proibido na Itália por ofender os sentimentos religiosos. Mais no volume 3 do Best Rejected Advertising.

Annie aime les sucettes

Génio, provocador, punk, humorista, sedutor, fumador, poeta, francês, judeu, cineasta, bêbado, freak, chic, boémio, vaidoso, feio, cool, intelectual. Tudo isso e muito mais era Serge Gainsbourg. Em 1965 resultou vencedor do festival de Eurovisom com Poupée de cire, poupée de son, interpretada pola adolescente France Gall. Mas a melhor colaboraçom entre ambos artistas foi sem […]

Cuidado com Arancha

Cartaz visto em Barcelona. Gràcies, Oriol!

Se les fue la olla

Dedicado ao genial autor d'A Aranheira Ontem estivem na expo Galicia Industrial, na fundaçom Barrié da Corunha. A moça que fazia de guia explicou-nos como os pérfidos catalães se confabulárom para impedir o nosso desenvolvimento industrial em diferentes épocas da história. Também soubemos que foi graças aos encoros do abnegado Sr. Barrié que a Citroën […]