Vinci rabincha

Num dos mais hilariantes diálogos do filme Deconstructing Harry (1997), de Woody Allen, o Diabo explica:

"Sim, temos ar-condicionado no inferno. É que fode a camada de ozónio! Entre o ar-condicionado e o Papa, eu ainda prefiro o ar-condicionado…".

A mim passa-me qualquer cousa semelhante com O código Da Vinci. Se é necessário escolher entre um tocho com um argumento próprio de Fríker Jiménez e o Papa, eu fico com o livro. De facto, devo confessar que foi divertido lê-lo. Mesmo estou disposto a ir ver o filme:

Vale, já sei que o tráiler nom resulta muito estimulante. Mas que me dizem do anatema do arcebispo Angelo Amato? Isto já é outra cousa, eh? A Sony Pictures encontrou na Opus Dei a melhor agência de publicidade.

3 Comments

  1. Posted Maio 3, 2006 at 4:29 pm | Permalink

    A que hai que ir ver é esta: http://www.elcodigoaparinci.com/

  2. Posted Maio 3, 2006 at 4:48 pm | Permalink

    Notícia bomba! Claro que irei. A minha primeira adolescência está marcada polas reposições televisivas da imortal obra de Pajares e Esteso. Títulos como Cristóbal Colón, de oficio descubridor, Los extremeños se tocan, Juana la Loca… de vez en cuando ou El erótico enmascarado fazem parte da educaçom sentimental de várias gerações.

  3. Posted Maio 3, 2006 at 6:52 pm | Permalink

    Reedición remasterizada de “Los Bingueros” xa!!!


Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: